domingo, 29 de junho de 2008

Vida light

As coisas light, para mim, são problemáticas porque querem fazer-se passar pelo que não são... É como o café descafeínado: se é descafeínado, não é café; é uma bebida - às vezes bem boa! - com sabor a café e que se bebe quente mas não é café; porque diabo se intitula café?!?

Eu cá, quando como batatas fritas, não são light, trazem todas as calorias a que tenho direito (abro uma só excepção, a única que conheço: a Coca-cola Zero tem de facto o mesmo sabor da Coca-cola normal. Mas já não acontece o mesmo com a Coca-cola light, nem com a descafeinada, que são bebidas diferentes da Coca-cola embora se intitulem como tal).

Acho que embora fundamentalmente anti-fundamentalista, afinal sou fundamentalista em muita coisa. Completamente inflexível, mesmo...

E irrita-me sobremaneira que um produto pretenda ser uma coisa que não é, em vez de assumir a sua identidade própria... Tal qual como as pessoas, aliás. Irrita-me!

Hélas!

3 comentários:

mcorreia disse...

essa anti-fundamentalista ainda mais seguido do advérbio deixou-me com umsorriso muito bem disposto...

mcorreia disse...

precedido, enganei-me :)

mac disse...

mcorreia: Sim, não foi acaso...

:)

Hélas!