quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Manias


Se há coisa que me irrite em mim própria é a esta mania da análise => síntese => classificação. O impulso irresistível de por tudo em montinhos muito arrumadinhos, com uma etiqueta bem legível por cima: como se o mundo coubesse em etiquetas.

A este traço junta-se um estranho perfeccionismo: nem sonho ser realmente boa em tudo, limito-me a não fazer nada daquilo em que teria vergonha de assinar o meu nome por baixo - um ror imenso de coisas divertidas mas que me estão vedadas por ordem solene de mim própria, que é a mais alta autoridade que reconheço.

Juntem as duas coisas e verão o triste resultado: não tenho nada arrumado porque sei que o rosa velho não tem lugar no montinho do rosa barbie; e embora tenha uma etiqueta que diz suncintamente "ROSA", não há nada por baixo. Sabem, não tenho etiquetas suficientes para todos os tons de rosa que distingo diferentes e não há nenhum deles que não tenha um certo tom...

Suponho que o melhor é comprar uns óculos com lentes cor de laranja, talvez consiga arrumar algum montinho debaixo daquela etiqueta que diz "ESQUISITO".

Só coisas que me ralam.

Hélas!

2 comentários:

Maria de Fátima disse...

tens uma coisa linda: às vezes tens muita piada!!!

mac disse...

Maria de Fátima: Não sou eu, é a vida...

Hélas