quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Três


O número da confirmação - nunca ouviram dizer "não há duas sem três"? Quer dizer que se de facto houve duas iguais, é de esperar a terceira. Se não houver terceira olhem melhor porque provavelmente não eram duas, era 1 par - outro sintoma disto é que o 3 fica muito zangado.

Como é mais velho, tem ciúmes do Primo caçula e por isso passa a vida a competir, tentando "ganhar" sabe-se lá o quê - palermices de quem subiu à cabeça o dito popular de que é a conta de deus.

Àparte as suas idiossincrasias, o 3 é mágico. É ele que nos demonstra que ver o mundo a preto e branco além de redutor é estúpido.
Os católicos perceberam isso muito bem e lançaram a Santíssima Trindade - chamem-lhes parvos, chamem.

É o número da Esperança. Há a Morte, há a Vida e há o 3, que somos nós...

Hélas!

7 comentários:

Marques Correia disse...

E além da SS Trindate, temos os 3 pastorinhos, os 3 porquinhos, os 3 mosqueteiros (que eram 4?), a ménage à trois...

Blimunda disse...

Os 3 da vida airada, os 3 venenos, os 3 tenores, os 3 erros de Leônidas, "os 3" que se perdem. Prontes, já chega.

Maria de Fátima disse...

Pela madrugada, escrevi uma lauda e
o éter ou esta merda da net, encarregou-se de levar o meu dito
Escrevo agora, mas é diferente do dizer espontâneo do momento
Dizia eu, então, que aparte essa sua pecha pela minha relação com a Física, e mais essa teima de deus e a porra da letra grande no início, eu até estou gostando bastante destes seus postes dos números pois que neles a cunhada, em vez de falar em matemática, digo eu que leio, fala da coisa, essa tão mais preciosa do que dizer de deuses, de Deus mesmo, ou da Ciência que o homem engendrou com regras, precisões e leis
É disso que me encantam os seus postes e, a talhe de foice, lhe acrescento o que, em jeito de lista, me alembra:
oh minha linda, a menina ainda tem os três?
Fala-se aqui de virgens que é estádio em desuso e o algarismo tão bem louva
E a propósito, talvez a cunhada possa fazer um poste explicando a razão de uma tal relação, essa, entre o segundo ímpar e a coisinha das mulheres... gostava que antes de morrer alguém me explicasse: é que aos sessenta entrados, ainda me causa confusão essa coisa de dizer na merceeira eu tenho aqui os três , que podem ser escudos, euros ou pepinos, e desatarem a rir que nem uns alarves
Entende-me? Pois eu não percebo

E, olhe, ocorre-me o três das três Marias as do céu e mais as que escrevinharam umas merdas no tempo da outra senhora

Disse mais ou menos o mesmo que já tinha dito, eu acho e, dirá a cunhada: é quase o mesmo que não dizer nada

pois...

Privada, o bacoco disse...

Tbm estou adorar esta filosofia matematica. O 3 é um nº primordial. Hasta, fico à espera de mais dissertaçoes

mac disse...

Marques Correia, porque o 3 é um número mágico e porque com 3 ninguem pensa que estamos a pensar em pares, que é um pensamento perigoso!

Blimunda, idem...

Maria de Fátima, coisas há muitas... Esta coisa tem um nome específico: Filosofia Caseira. Ou, sem este snobismo que faz parecer coisas comuns como Muito Importantes, "a vida de todos nós" ...

Quanto à expressão popular "ter os três", não percebo. Se fosse os dois ainda percebia mas os 3... Merece pesquisa.

Obrigada, Privada! Concordo consigo, o 3 é mágico.

lenor disse...

Eu acho que 3 é a conta que Deus fez. Até aí temos desculpa. A partir daí, é tudo por nossa conta e risco.

mac disse...

Lenor, foi isso que lhe subiu à cabeça...