sexta-feira, 19 de junho de 2009

Desinfeliz


A propósito de uma coisa que agora não interessa nada, achei que fazia sentido re-editar aqui um artigo da defunta Folha de Couve.

É perfeitamente legítimo ainda que repetitivo, porque a dita Folha me deixou em testamento todos os seus bens (os que não eram dela foram a enterrar também, para lhe fazer companhia):

Porque é que "desinfeliz" se refere a uma pessoa que não é feliz?
Des-in-feliz. A negação de uma negação não devia ser a afirmação?

Só coisas que me ralam.


Vêem? As minhas ralações são antigas, veneráveis e reincidentes. Até já aqui fiz referência a este assunto.
Ora batatas, pareço gaga a repetir-me desta maneira.

Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(isto é um bocado estúpido...)
Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(principalmente quando se pensa na própria frase...)
Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(um contra-senso completo...)
Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(estás a repetir que não te vais repetir...)
Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(Vou lá para cima que isto aqui já deu o que tinha a dar)
Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.
(Arre!)

Hélas!

4 comentários:

Marques Correia disse...

?...

mac disse...

Não voltarei a dizer o que já disse, antes de se passarem 10 anos.

Se dissesse, o vizinho ria-se e tinhamos para aqui uma cena de faca e alguidar.
Mas confesso que continuo a achar engraçadas palavras como desinfeliz e deslargar!

Mofina Mendes disse...

Uma pessoa ineficaz é eficaz ou não eficaz?

Esta dúvida tb me rala.

mac disse...

Mofina, in-eficaz... Uma vez que é como in-feliz, a minha aposta vai para não eficaz. Mas nunca se tem a certeza, né?