quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Calma


Não percebo porque me dizem tanta vez:

- Tem calma, mac.
- mac, tenha calma…
- Calma, mac!
- Ó mac, calma, pá.

Logo a mim, uma pessoa calmíssima. Isto já começa a enervar-me.

Hélas!

9 comentários:

Álvaro disse...

Já percebi que me dizem isso, mais quando tenho razão

mac disse...

Álvaro, é mesmo indecente, sêmos uns incompreendidos.
Ora batatas, só coisas que me ralam.

Álvaro disse...

Não é bem assim Drª Mac segundo a neurofisiologia da linguagem, neste caso como somos dois a falar é somos,

só quando estamos no ambiente colectivo é que é se diz sêmos, por exmplo

na frase, nos sêmos do Benfica

alegria disse...

Pronto pá, tem calma!

alegria disse...

Outra coisa mais vale ser Ucraniana do que do Benfica, bolas.

mac disse...

Álvaro, um ambiente colectivo maior que dois, portanto...?

Alegria, não sei porquê mas essa frase enerva-me.
Ucraniano? Benfica? Quem são esses gajos?

Álvaro disse...

Claro drª Mac

dois é um par

Marques Correia disse...

O meu professor de filosofia do 7º ano tinha uma maneira muito calmante de nos pedir calma.
Dizia:
"Tu estás calmo..."
Se bem me lembro, essa fórmula não me irritava, como irritam as outras, as habituais.

mac disse...

Álvaro, e três é um trio. A partir de quanto é que se torna um colectivo?

Marques Correia, bom, a mim não me irrita, enerva-me. Começo logo a pensar: Se me pedem que tenha calma, a coisa ainda deve ser pior do que eu penso que é. Que será que me está a escapar?...
Inseguranças.