segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Ás vezes precisava da cauda


Andei aqui a pensar, a pensar, a pensar mas não consigo chegar a uma conclusão; e isso, como sabe quem me conhece, é pura tortura.

Haverá alguém que me possa dar uma explicação satisfatória para o facto de só termos duas mãos e mesmo assim, termos dispensado a cauda preênsil?

Hélas!

12 comentários:

Maria de Fátima disse...

se o cabelo (e restantes adereços pilóricos) já causam tanta perda de tempo, imagina fazer vestuário condizente, e etc., com semelhante excrecência
pendurada como a preguiça...ora passa-te...

Álvaro disse...

Minha cara drª Mac

Nem me fale em caudas, eu é que sei o trabalho que elas me dão.

Era o que faltava ainda ter que tratar da minha

Bom ano para si e para os seus

mac disse...

Maria de Fátima, lá estás tu... Um buraquito na parte de trás das calças e um gancho no cinto e estava a coisa feita. Mas que mania de complicar! Punhas pó de arroz no pelo e pronto, toda agente achava que eras dondoca, para grande irritação tua. Um bónus em que não tinha pensado, isto é mesmo só vantagens.

Álvaro, tem a certeza que uma cauda preênsil não lhe dava jeito, até para tratar das outras caudas? Podia segurar na escova, sei lá.
Eu não trato de caudas mas olhe que de vez em quando faz-me imensa falta. E afinal, quem lava os dentes também penteia a cauda, não vejo grande trabalho a mais.

mdsol disse...

Bolas...
Ainda queria ter mais trabalho?
:))

mac disse...

mdsol, mesmo para quem não vai à guerra um apêndice extra capaz de agarrar objectos dava jeito - mesmo tendo de pentear a coisa de manhã...

saphou disse...

E para sentar, não seria um desconforto'

mac disse...

Saphou, não sei bem... Mas os babuínos sentam-se com um ar sério, não é?

Marques Correia disse...

Se o macaco desceu das árvores e se desloca erecto pela planície, para que raio precisava de cauda, preênsil ou não?!
Atrofiou-se e/ou caíu...

mac disse...

Ó homem, agradeço a única explicação - o resto do pessoal só me manda pentear macacos - mas continuo a achar que isso foi um grave erro evolucionário: não a deviam ter deixado cair, para agarrar o que não nos cabe nas mãos. A gente só tem duas e leva a mala, o portátil, o guarda-chuva, o telemóvel, o jornal e as chaves!

Maria de Fátima disse...

que raio!
tome
isto
isto
ou será que a menina se está sentindo assim?

é que a idei ultrapassa-me e eu queria ajudar, mas ...nem imagino uma cauda aquiespetada

mac disse...

Rapariga, a que propósito vem a Polly Pocket e as cuecas pretas num rabo de criança precocemente vendido à publicidade?!?
Eu cá queria uma cauda à maneira, robusta e fiável, não uma mariquice cor-de-rosa que não aguenta nem um envelope.

O carrinho é porreiro; tenho um verde alface que o teu sobrinho comprou para a avó e eu me apropriei, que para ela já não dá (verde alface? Sinceramente, o catraio às vezes preocupa-me).

A sério que nunca precisaste de uma cauda preênsil?!? Este mundo não cessa de me espantar.

Marques Correia disse...

Bem se a questão é falta de mãos, o polvo, se calhar, também acha que mais duas não lhe calhavam mal...
Até a deusa Shiva Nataraja(e a Octopussy) não desdenhariam mais um par delas...