quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

A contingência da Vida


É tudo tão difícil, as circunstâncias são desencorajadoras, a idade não perdoa...

Pois, pois, sei isso tudo. Também sei que é muito mais difícil aguentar os outros que aguentarmo-nos a nós próprios e tenho plena consciência que os frágeis que amamos são ou serão uma tremenda fonte de preocupação, trabalhos e desgostos.

Sim, também sei que não é justo, nada disto nos faz justiça a nós, fortes, direitos, que somos como alguém deve ser... Raios partam os outros (aqueles que não são como nós), raios os partam a todos, mas então eles não vêem?!? Bolas, que cambada de parvos!

Sim, sim, a vida dói a todos mas dói a uns mais que a outros, também sei isso. E a nós dói sempre mais, sabe-se lá porquê... O Outro ou é parvo, estúpido mesmo, ou frágil, ou doente, ou pior ainda, indefeso - o certo é que é a nós que dói mais, a eles dói também mas menos e além de tudo são assim: contam sempre com ajuda de terceiros. Além de que, invariavelmente, não percebem nada e julgam que são donos da Razão.

Cheguei - mais uma vez - à mesma conclusão que antes: cuidado com a nossa própria vaidade e auto-convencimento. É de longe, o maior e mais insidioso defeito.

Raios nos partam a nós.

Hélas!

6 comentários:

Blimunda disse...

Sem dúvida! Nos nos pairtam a todos!

Desafiei-a para uma coisa gira lá no meu poiso.

Maria de Fátima disse...

ainda andas com a contigência?! a mim costumava durar dois três dias...

Maria de Fátima disse...

num blog próximo de si...

mac disse...

Blimunda, sim, rais nos pairtam!
O desafio é giro, mas terei de responder no Cértima... Regras antigas impedem-me de o fazer aqui.

Maria de Fátima, 2 ou 3 dias?!? Há malta de sorte.
Olha, a Elora sabe. Mas às vezes,não basta saber, não é?...

Maria de Fátima disse...

Elora?!!!! olha que eu sou ignorante, cunhada!!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.