quinta-feira, 28 de maio de 2009

A Joaquina


- Joaquina? É um nome giro...
- Pois, menina, mas que quer? A minha mãe e o meu pai queriam tanto um rapaz! Quando lhes saiu uma fêmea na rifa, deram a volta ao desgosto assim.

Ela não viu mas vieram-me as lágrimas aos olhos. Não tanto por ver mais uma vez cuspir na sorte que se tem, foi mais por presenciar uma humildade tão genuina.

Ora batatas, ando mesmo uma mariquinhas.

Hélas!

4 comentários:

Álvaro disse...

Ora batatas não drª Mac, ora cebolas já que anda mariquinhas.

Cá por mim ando com o forno intimo, bem quentinho

Blimunda disse...

Fiquei com dúvidas? A sorte que se tem em ter uma filha apesar de se querer um filho ou de se ter conformado humildemente em chamar-se Joaquina quando deveria chamar-se Joaquim?

Maria de Fátima disse...

mariquinhas, a mim não parece
soa-me mais a acutilante(mente)irónica
(e deixe que diga: subtis as questões colocadas pela amiga Blimunda!)

mac disse...

Álvaro! Até que enfim, julguei que tinah fugido para uma ilha deserta com a Hermínia. Eu já andava com saudades.

Blimunda, a sorte de ter uma filha que se conforma humildemente em chamar-se Joaquina quando deveria chamar-se Joaquim.

Maria de Fátima, eu ando mesmo mariquinhas, tudo me provoca lágrimas (logo a mim, onde já se viu!?!), acho que o Álvaro é que tem razão, isto é tudo cebola a mais.
A Blimunda é certeira. Eu gostava de ter aquela pontaria...