quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Paredes


== Actualização gráfica para sublinhar o meu ponto de vista, nas conversas extemporâneas com Funes, Blimunda e Mofina; também é falta de inspiração mas isso agora não interessa nada ==

Tenho uma parede luxuriante (não é bem uma parede, é mais um bocado dela mas enfim, isso já são pormenores), rica de flores e borboletas, tudo natural ou construído, super-populada, apertam-se as cores e as formas e contidamente agridem o circundante espaço nu.

A outra parede em frente tem 3 formigas. Solitárias buscam o carreiro ou a felicidade ou lá o que as formigas buscam; estão sozinhas, negras num deserto inóspito de brancura.


Gosto destas paredes.

Hélas!

7 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Eu gosto mais do Paredes, o da guitarra.

Mofina disse...

Se gostar, posso enviar-lhe, com porte pago e tudo, quilos de formigas muito simpáticas e profissionais.

mac disse...

Também gosto desse,Funes.

Mofina, não, obrigada. Experimentei dessas mas são demasiado irrequietas para a parede!

Maria de Fátima disse...

ai rica que tenho que ir depressa a tua casa!!!

mac disse...

E quando será isso, Maria de Fátima?

mac disse...

Maria de Fátima, tens a minha autorização aqui expressa e declarada para colar flores e borboletas naquele bocado de parede. Mas ATENÇÃO: flores e borboletas, nada de gafanhotos, pássaros e outros devaneios criativos!
Enfim, uma qualquer coisa natural e antes verde cá em baixo também pode ser, que ao secar as minhas encolheram...

Marques Correia disse...

'tás a ver que com imagem isto ganha outra alma?