quinta-feira, 11 de março de 2010

Sorriso

## Publicado automaticamente ##

Vi a cara dele
serenamente feliz
calei o que ia dizer
a vida é tão curta
deixá-lo aproveitar
o momento
amanhã chorará
esta felicidade
quiçá o amanhã
não chega nunca
ao menos
sorriu hoje
genuino sorriso
de felicidade.

Hélas!

5 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Asneira!
Se não tivesse calado, ele ia chorar hoje e amanhã já estava pronto para sorrir outra vez. E o amanhã chega sempre. Pode estar certa. Só há um dia em que não chega, mas nesse é irrelevante rir ou chorar.
O que é que quer dizer "Publicado automaticamente"?

Blimunda disse...

É! tenho que concordar com o Mestre. Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje, nem que seja fazer chorar.

mac disse...

Funes, não foi nada asneira. Tempo para chorar há sempre, o tempo da felicidade é que é raro.
"Publicado automaticamente" quer dizer que, em vez de no próprio dia 11 me angustiar com a escolha das rimas desse dia, angustiei-me com montes de antecedência e disse á máquina: "Toma lá e não me chateies mais." E ela cumpriu, precisamente no dia 11, automaticamente - o que é preciso é saber mandar, caramba.

Blimunda, pois desta feita é que não devias concordar, pois o mestre asneirou! Não estragues um momento de perfeita felicidade, nunca. Amanhã, de certezinha, terás de te preocupar com o que não te deixa ser pacificamente feliz.

Privada, o bacoco disse...

bem, nao fez bem nem mal, porque ainda nao acabou o episodio, acabará quando relembrar ao senhor feliz o dia em que se absteve de o alertar :-))) convenhamos ke nao é facil deixar de faze-lo

mac disse...

Fez muito mal, sim senhor - nunca se deve juntar ás hostes da asneira. É o próprio Mestre que o diz, e nisto estou de acordo com ele!

Já alertei o sr. feliz - hoje não se chama assim, chama-se sr. preocupado. Avalio se valeu a sua pena, esta mudança de nome e não sei a resposta. Acho que nunca saberei se o aviso foi altruísta ou egoísta...