segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Sonho


As letras são palavras divorciadas,
São sobras de sonhos desfeitos.
As letras são partes separadas
de inteiros outrora perfeitos.

Hélas!

10 comentários:

Blimunda disse...

Serão as as palavras capazes de se divorciarem e manterem-se unidas na pretensa perfeição, como algumas pessoas o são?

mac disse...

Nada nem ninguém se pode divorciar e manter-se unido, na perfeição ou noutra coisa qualquer.

Mas pode-se alcançar divorciado perfeições impossíveis quando se está junto, assim como junto se pode alcançar perfeições impossíveis a divorciados.

São naturezas diferentes. Acho eu.

Blimunda disse...

Naturezas do divórcio, certo? Que de perfeições não percebo nada.

mac disse...

E eu então, que não percebo nada nem de divórcios nem de perfeições!
Mas vou perorando, quando o assunto é lógica ou português...

Cá pelo quintal, as opiniões são como as ervas daninhas: nunca desaparecem.

Mofina disse...

m
......... a
.....r
...................a......v
..............i
........ l
............ h
...........a

mac disse...

:)

jg disse...

As letras são palavras divorciadas, até me cairem no prato em forma de massinhas.
Às vezes chego a escrever romances.
Irrita-me é o facto de não terem acentos, cedilhas nem pontuação.
Um nicho de mercado a explorar pela "Milaneza", digo eu... cos nervos.
Enquanto isso, a sopa arrefece.
Isto é que é software, caneco!!!

mac disse...

Não leve a mal, jg, acentos e cedilhas são coisas sofisticadas que não estão ao alcance de todos.
A pontuação, então, é um pesadelo - veja lá o Saramago.

O melhor mesmo é comer a sopa como se fosse de aletria. O hardware não dá por nada!

jg disse...

Sara quê?! Que é isso?!
O gajo era mais com açordas...

mac disse...

Paella...